PT lança pré-campanha de Lula até com jingle

PT acaba de divulgar o clipe oficial da pré-campanha de Lula. A presidente do partido, Gleisi Hoffmann, garante que Lula será inscrito como candidato a presidente do Brasil dia 15 de agosto, em nota ainda em janeiro, quando o TRF-4 não só manteve a condenação como ampliou de 9 anos e meio para 12 anos e 1 mês de reclusão a pena imposta pelo juiz Sérgio Moro ao ex-presidente, pelo crime de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex de Guarujá. E em resolução da executiva nacional do partido.

Mesmo após ser preso em abril Lula ainda lidera pesquisas eleitorais, mas perdeu alguns pontos que tinha antes da prisão. Gleisi, o PT e o próprio Lula sabe que a chance dele ser candidato é quase nula. Só que é necessário empurrar até onde der o nome de Lula na disputa, até para o substituto ter alguma chance de ir ao segundo turno.

Cogita-se Fernando Haddad, Jaques Wagner e Celso Amorim para a missão. Ou até apoiar um nome de fora do partido, o que é muito improvável. A possibilidade do PT apoiar Ciro Gomes no primeiro turno é zero. Apesar de Ciro ser um velho aliado e ministro em seu governo, Lula o preteriu na sua sucessão em 2010 optando por uma mulher que nuca havia disputado uma eleição.

Chamou atenção, no dia da prisão na missa-comício em memória da ex-primeira dama Marisa Letícia, Lula não dando muito destaque a Haddad, mas encheu de elogios a Guilherme Boulos e Manuela D’ávila, pré-candidatos de PSOL e PCdoB respectivamente. Lula possui um sexto sentido eleitoral como poucos políticos brasileiros têm. Não descarto que ele esteja arquitetando uma união em torno de Boulos ou Manuela – mais possível a segunda – para o suceder na disputa. D’ávila sempre aparece com 2% ou 3% nas pesquisas, é renovação de dentro da política, ou seja, não “aventureira”, tira o desgaste por não ser do PT e “se venderia” como representante de Lula “preso e impedido de concorrer injustamente”.

O clipe tem a marca registrada do PT, de paralisar até quem não vota e/ou se desiludiu com o partido, mesmo sem o glamour de João Santana e Duda Mendonça.

Anúncios

Um comentário sobre “PT lança pré-campanha de Lula até com jingle

  1. Eu questiono essa popularidade do Lula. A companheirada não consegue promover um protesto massivo nas principais cidades do país, com multidões berrando “Lula Livre”. A desculpa da petezada é que o barbudo é forte entre os mais humildes, mas ainda assim não me convence. E digo mais: Bolsonaro está adorando isso, pois essa pseudo-pré-campanha contribui para uma polarização que apenas o favorece, ou seja, essa incapacidade do PT em superar o lulismo ajuda o maior inimigo declarado desse famigerado partido. Já o Ciro (que acha que tem alguma chance contra o Bolsonaro) deve detestar.

Os comentários estão desativados.