Temer descarta renúncia

O presidente Michel Temer disse que não renuncia em pronunciamento no Palácio do Planalto. “[…] Não renunciarei. Sei o que fiz. Exijo investigação plena e muito rápida, para esclarecimento do povo brasileiro”, disse Temer.

Temer acusou a gravação de Joesley Batista de “clandestina” e disse que vai se defender no STF. Finalizou dizendo que seu único compromisso é com o Brasil, e só este compromisso o guiará.

Temer se agarrou nos índices que mostram começo da recuperação econômica – já desandou com a bomba de quarta-feira. A Bolsa de Valores despencou quase 10% e o dólar voou alto para quase R$ 4,00. Na verdade, Temer jogou gasolina no incêndio, seu governo não tem mais sustentação.

Movimentos, tanto de esquerda como de direita, já convocaram manifestação para o domingo, 21. A depender do tamanho desta manifestação e andamento do abandono dos ministros, além do conteúdo do áudio, Temer pode ter tido seu dia de Collor e Dilma em resistir ao inevitável: a queda.