Lula x Bolsonaro, já é possível

lula-bolsonaro

Pesquisa estimulada – CNT/MDA

Lula está na frente variando entre 30,5% e 32,8%, Marina Silva varia entre 11,8% a 13,9%, Jair Bolsonaro entre 11,3% a 12%. Já os tucanos, Aécio Neves varia entre 10,1% a 12,1%. Quando o nome do governador de São Paulo é colocado, Geraldo Alckmin fica com 9,1%. Ciro Gomes tem 5% em um dos cenários pesquisados.

Pesquisa espontânea (entrevistados respondem sem o pesquisador apresentar nomes)

Lula (PT) 16,6%
Jair Bolsonaro (PSC) 6,6%
Aécio Neves (PSDB) 2,2%
Marina Silva (Rede) 1,8%
Michel Temer (PMDB) 1,1%
Dilma Rousseff (PT) 0,9%
Geraldo Alckmin (PSDB) 0,7%
Ciro Gomes (PDT) 0,4%

Jair Bolsonaro já está com 12% dos votos – 6% espontaneamente – e já se visualiza um segundo turno entre ele e Lula (se o ex-presidente for ou a justiça deixar ele ser candidato). Bolsonaro se cacifa cada vez mais para ser uma ameaça real ao establishment político.

Os tucanos presidenciáveis estão a cada pesquisa perdendo força e eleitores.

Marina Silva não consegue ocupar o espaço à esquerda do PT e nem à direita do PSDB.

*

O governo do presidente Michel Temer está chegando no subsolo que chegou o governo de sua companheira de chapa, Dilma Rousseff. Só 10% de pesquisados pelo instituto MDA, em pesquisa encomendada pela CNT, avaliam positivamente o governo atual, 44% regular e 39% de avaliação negativa. Enquanto o presidente é reprovado por 62%.

Anúncios