Brasil está em transe

delcidio conta tudo

Se o Senador Delcídio Amaral (PT/MS) provar o que diz na delação publicada com exclusividade pela revista Isto É, acabou o governo Dilma. Não tem discussão nem precisa das pedaladas fiscais, o impeachment estaria fundamentado. O que tem na delação de Delcídio é suficiente para pôr fim ao governo Dilma. Ela nomeou um ministro para o STJ que tinha a missão de conceder habeas corpus para presos da operação Lava-jato. É um crime de responsabilidade direto e muito mais grave que as pedaladas fiscais.

No dia seguinte acontece a diligência com mandato de condução coercitiva para Lula depôr na Polícia Federal. Deixando a parte jurídica se a condução coercitiva era necessária ou não, ela caiu do céu para o PT fazer a narrativa da vitimização que queria e chamar a militância para “luta”. Essa condução coercitiva de Lula era tudo que ele queria para motivar a militância que estava no chão com a delação do Delcídio.

O juiz Sergio Moro e promotores foram precipitados, deixava para fazer essa diligência mais para frente, quando a delação do Delcídio fosse homologada e mais detalhes viessem à tona.

Lula pode está debilitado eleitoralmente, mas ainda é muito forte politicamente e, por incrível que possa parecer, ainda cativa com sua história de vida e pelas conquistas sociais de seu governo. Essa sede de querer o Lula preso a todo custo ainda vai transforma-lo em mártir e o fazer ganhar 2018.

Não estou só. Minha opinião coincide com a de grandes formadores de opinião, como Reinaldo Azevedo (vídeo) e Leandro Narloch.

Anúncios