Até nas inserções partidária o PT não é mais o mesmo de um passado recente

dilma-e-lula-rindoNesta terça-feira de carnaval o PT levou ao ar uma inserção partidária pedindo para a população deixar o pessimismo de lado, arregaçar as mangas e ir ao trabalho para o desenvolvimento do Brasil. O filme lembra os programas da campanha de 2014, com uma diferença: os filmes de 2016 são mais um desespero, um pedido de ajuda.

O PT e governo federal não sairão da crise até a crise econômica for debelada ou mitigada, e mesmo assim há dúvidas se o partido pode recuperar a credibilidade tão arranhada. Principalmente agora com Lula no meio do furacão e alvo direto da justiça. Mas esse último vídeo do PT reforça um mito que o ano só começa depois do carnaval. Desejar Feliz 2016 na quarta-feira de cinzas é muito cretino com quem está trabalhando desde 1º de janeiro.

Um dia o PT foi bom nesse negócio de marketing eleitoral. Os filmes do partido antes de chegar à presidência faziam os olhos da gente verter lágrimas.

Hoje, as inserções do Parido dos Trabalhadores só fazem tirar risos ou vergonha alheia.

Anúncios