Um mito caindo

Pesquisa exclusiva da revista Época realizada pelo instituto Paraná Pesquisa mostra um quadro muito preocupante para o PT pensando em 2018, na sucessão da presidente Dilma Rousseff. Se a eleição presidencial de 2018 fosse hoje, o senador Aécio Neves (PSDB/MG) teria 37,1%, Marina Silva 24,3% e Lula 17,9%. Num confronto direto entre Aécio Neves e o ex-presidente Luiz Inácio da Silva, o tucano venceria por 51,5% a 27,2%. Mesmo faltando muito tempo não deixa de ser surpreendente esse resultado.

O mito de que Lula venceria a eleição de 2018 com sobras e com todo desgaste do PT é desfeito por essa pesquisa. E o mais surpreendente nessa pesquisa nem é constatar a queda de influência e popularidade de Lula, o mais surpreendente é os números de Aécio Neves e ajuda Aécio na disputa dura dentro do PSDB por essa vaga de candidato do partido para sucessão de Dilma. Geraldo Alckmin e José Serra estão de olho nessa vaga.

Os números para PT são preocupantes demais. Lula é o único capaz de manter o partido no governo. Qualquer outro candidato pede. Não é coincidência que Lula e seus asseclas estão tentando desvincular a imagem do ex-presidente da atual presidente com uma popularidade em queda livre. Mas não é uma tarefa fácil depois de duas campanhas presidenciais com o slogan “Lula é Dilma, Dilma é Lula” sendo martelado sem parar.

Será que o mito está caindo, o mito de que Lula é invencível?

parana-pesquisa-01

Se a eleição presidencial de 2014 fosse hoje, o resultado seria diferente do resultado de outubro tanto no primeiro quanto no segundo turno, confirmando o péssimo momento da presidente Dilma e do PT.

parana-pesquisa-02

Anúncios