Mais um erro dos tucanos

psdb

É lamentável o PSDB querer manchar o sistema eleitoral brasileiro com base em denúncias tiradas das redes sociais. Logo um sistema invejado por diversos países do mundo. Um sistema que nunca foi questionado para valer desde a redemocratização do Brasil em 1989 e quando surgiram as urnas eletrônicas em 1996.

O pedido de uma auditoria independente nos votos de uma eleição por parte do partido derrotado é legítimo dentro das leis e dos princípios democráticos. No entanto, esse pedido é baseado somente em denúncias frágeis e ridículas de redes sociais, de eleitores tucanos e maioria de antipetistas inconformados com o resultado da eleição, pessoas que abusam de termos como “bolivarianismo”, “Foro de São Paulo”, “comunismo”, “socialismo” e “Cuba”.

Os tucanos estão fazendo o jogo desses. Um desserviço ao País e a um sistema que, se não é perfeito, chega perto da perfeição. O sistema eleitoral brasileiro (leia-se urna eletrônica) é observado e copiado por grandes democracias.

Excetuando antipetistas e paranóicos de plantão, quem votou no PSDB e no candidato Aécio Neves, por diversos motivos, quem achou o programa de governo do candidato tucano melhor, quem votou em Dilma em 2010 e se decepcionou com seu governo ou quem votou Aécio apenas para dar um susto no PT sem ser antipetista e torcendo para Dilma e o PT tenham entendido o recado das urnas e que ela faça um segundo governo melhor que o primeiro, quer ver um PSDB diferente desse. Uma oposição lutadora e propositiva. Não anêmica como foi o PSDB desde 2002 e Aécio desde 2011 no Senado.

Mas, por enquanto, o partido tomou outra direção, a direção de ecoar as mais loucas teorias conspiratórias inventadas nas redes sociais. Como um partido que conseguiu mais de 50 milhões de votos, PSDB começou mal como oposição ao quarto governo do PT, o partido não vai voltar para presidência com um discurso para “convertidos”.

Anúncios

Um comentário sobre “Mais um erro dos tucanos

  1. Ótimo post! Sinceramente, desconfio que o PSDB abraçou os reacionários de toda a ordem porque acreditava que eles poderiam conduzi-lo à vitória. Todo apoio é bem-vindo, costuma dizer um amigo tucano. Só que é justamente esse apoio que afasta ainda mais o PSDB dos “não convertidos”. E vou mais longe, embora o amigo talvez não concorde: Não fosse a ação de grandes veículos da mídia como Globo, Folha, Isto é e Veja, Dilma possivelmente teria sido eleita com grande vantagem.

    Abraço!

Os comentários estão desativados.