Último debate presidencial: Aécio pode ter selado sua ida ao segundo turno

Último debate do primeiro turno realizado na quinta (2) na TV Globo foi o melhor dos presidenciáveis nestas eleições (e, talvez, o melhor do século 21). Vários embates (justificando o nome “debate”), polêmicas e muita zoeira para o delírio do Twitter.

debate-Globo

Aécio Neves – PSDB

O candidato do PSDB teve o seu melhor desempenho em debates e foi para o tudo ou nada. Desafiou tanto a presidente-candidata à reeleição Dilma tanto sua desafiante para ir ao segundo turno, Marina Silva. Não se intimidou quando a candidata do PSOL, Luciana Genro, tocou no episódio que incomoda o candidato tucano: o aeroporto em Claudio-MG construído com dinheiro público numa fazenda ligada a sua família.

Dilma Rousseff – PT

Como se diz no futebol quando um time está em vantagem e apenas administra essa vantagem, jogou com o regulamento. Defendeu seu governo, atacou um pouco e fica a espera de Aécio ou Marina para o segundo turno (se a eleição não terminar domingo).

Marina Silva – PSB

Visivelmente exausta da campanha e quase sem voz. Temo que Marina não aguente mais 20 dias de campanha. Também é visível que a candidata do PSB sentiu o golpe com as quedas nas pesquisas. Além disso, ela não soube responder a desconstrução feita por PT e pelo PSDB também. Ainda pode ir ao segundo turno porque essa eleição está imprevisível demais. Mas o normal é Aécio passar Marina na apuração.

Luciana Genro – PSOL

O mesmo discurso contra os bancos, contra o capital que agrada a tuitosfera. Mas foi protagonista do maior momento do debate que foi desmoralizar Levy Fidelix pela fala deste no debate da Record. Deve ser a “campeã da Série B” e ficar abaixo dos três primeiros.

Eduardo Jorge – PV

Também foi destaque pelo confronto com Levy Fidelix. Sabe o que fala, mas não deve ter uma votação alta, lamentavelmente. Porém, ainda acho que ele pode ser a surpresa da apuração e romper a barreira dos 2%.

Pastor Everaldo – PSC

Linha auxiliar do Aécio Neves.

Levy Fidelix – PRTB

Não retirou o que disse no debate anterior e ainda piorou a situação dele. O que foi dito dele já foi dito aqui.

Datafolha

Datafolha.Out.2014

Anúncios