Começou a batalha ao Planalto 2014

Imagem

Por Alessandro Brandão

O PSB incomoda muita gente… com Marina incomoda, incomoda muito mais…

Na última terça-feira (7) o PT publicou um texto em sua página oficial no Facebook com um tom meio pesado a Eduardo Campos.

Se preocupar com um “anão”, como disse o marqueteiro de Dilma, não é um comportamento de um Partido que quer pensar o futuro do Brasil ou melhorar a vida das pessoas. Pesquisas dizem que Campos não aumentou suas intenções de voto, então por que PT apelou para um texto desrespeitoso e apócrifo? Por qual motivo o Partido dos Trabalhadores publicaria um texto desse tipo a uma pessoa “não ameaçadora” para tomar o lugar que o partido ocupa há mais de 10 anos?

“Alegar que o sucesso do governo de Pernambuco deveu-se a ajuda federal é no mínimo ingênuo, pois tal ajuda se fez presente a todos os Estados”, rebateu em nota o Deputado e líder do PSB na Câmara dos Deputados, Beto Albuquerque. O Deputado reagiu também às críticas feitas à ex-senadora Marina Silva, filiada ao PSB no ano passado.

“A nota revela que a parcela que hoje domina o PT perdeu completamente seu espírito republicano, abandonou seu norte político e transformou-se numa seita fundamentalista que ataca qualquer um”, afirma Albuquerque.

*

Próximo capítulo da novela “A Caminho da Campanha Eleitoral”

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), fez nesta segunda-feira elogios ao PSB e à ex-ministra Marina Silva ao afirmar que ainda não é o momento de se definir alianças para a disputa estadual. Seu provável adversário na eleição de outubro, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha (PT), disse que já se mudou para capital paulista e que vai deixar a pasta até o fim do mês.

E agora José? Onde vai terminar essa “guerra de bolinhas de papel”? – Tudo indica que as bombinhas sairão nas eleições estaduais.

Anúncios